“Escondidinhas”, de Vasko Popa, trad. Bruno M. Silva

  Alguém se esconde de alguém
Esconde-se debaixo da sua língua
Ele procura-o debaixo da terra
 
Esconde-se na sua testa
Ele procura-o no céu
 
Esconde-se no seu esquecimento
Ele procura-o na erva
 
Procura e procura por ele
Onde é que ele não o procura
E ao procurá-lo perde-se a si mesmo
 
(a partir da versão inglesa de Anne Pennington, Selected Poems, Penguin)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s