Dois poemas de Nyo Yoshimoto (1320-1388). Tradução de Bruno M. Silva a partir da versão inglesa de Steven D. Carter

 O meu coração está sereno,
habituado  aos ventos da tempestade
soprando nos pinheiros
- mas não é como se eu tivesse fugido
para uma cabana nas colinas.

*

Na neblina da manhã
um barco separa as ondas
ao longo da costa,
quase desaparecendo de vista
antes de se fazer ao alto mar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s