“Canção”, de Jacques Prévert (1900-1977), trad. Bruno M. Silva

Que dia é este
É todos os dias
Minha amiga
É toda a vida
Meu amor
Nós amamo-nos e vivemos
Nós vivemos e amamo-nos
E não sabemos que vida é esta
E não sabemos que dia é este
E não sabemos que amor é este. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s