“Ebb”, de Edna St. Vincent Millay (1892-1950), trad. Bruno M. Silva

Eu sei como é o meu coração
Desde que o teu amor morreu:
É como uma margem oca
Guardando uma pequena poça
Lá deixada pela maré,
Uma pequena poça morna
Secando-se desde as margens. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s